Governo Portugal reduz perspectivas crescimento 2021 para 4% devido ao confinamento


© Reuters.

LISBOA, 15 Abr (Reuters) – O governo português reduziu a sua previsão de crescimento económico para 2021 para 4%, de 5,4%, disse o Ministro das Finanças na quinta-feira, após um agravamento severo da pandemia de coronavírus no início do ano ter forçado um confinamento a nível nacional com duração superior a dois meses.

O Ministro das Finanças, João Leao, disse numa conferência de imprensa, no entanto, que o governo espera “uma forte recuperação no segundo semestre do ano”, projectando também que a dívida pública deverá cair abaixo dos 120% do Produto Interno Bruto em 2024, face a recorde de 133,7% em 2020.

As novas estimativas foram apresentadas no chamado Programa de Estabilidade, avaliando o impacto das restrições induzidas pela pandemia no crescimento, que devem ser apresentadas à Comissão Europeia como parte dos planos económicos dos membros da UE.

Texto integral em inglês: Sergio Goncalves; Editado por Andrei Khalip; Traduzido para português por Patrícia Vicente Rua)