Portugal coloca 1.016 ME ‘bonds’ a 6 e 10 anos, taxas sobem


© Reuters.

LISBOA, 22 Abr (Reuters) – Portugal colocou 1.016 milhões de euros (ME) de Obrigações do Tesouro (OT), a seis e 10 anos, com as taxas de ambas as maturidades a subirem face aos anteriores leilões, espelhando a recente volatilidade dos mercados devido ao surto de coronavírus, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública disse esta quarta-feira.

O IGCP adiantou que colocou 418 ME no prazo mais curto e 598 ME na maturidade mais longa. O montante indicativo global das duas emissões situava-se entre 750 ME e 1.000 ME.

Os ‘bonds’ a seis anos foram colocados à taxa média ponderada de 0,843%, contra 0,059% no anterior leilão.

A colocação dos títulos a 10 anos foi feita à taxa média de 1,194% versus 0,426%.

A procura na maturidade mais curta excedeu a oferta em 2,34 vezes, enquanto na mais longa, o rácio ‘bid to cover’ situou-se em 1,68 vezes.

Os custos de financiamento a 10 anos de Portugal atingiram máximos de um mês no início da semana, depois da Fitch Ratings ter descido a perspectiva de rating do país para estável, de positivo, afirmando que a economia do país, orientada para o turismo, estava particularmente exposta aos riscos negativos da pandemia.

mercado secundário, a ‘yield’ das obrigações do tesouro de PT5YT=TWEB segue a negociar nos 0,793%, contra 0,737% no último fecho e o ‘benchmark’ a 10 anos PT10YT=TWEB segue a negociar nos 1,23%, contra 1,14% no último fecho.

(Por Patrícia Vicente Rua e Gdansk Newsroom, Editado por Catarina Demony)