Pressões no BCE por tapering na Europa: Atentos a Weidmann


© Reuters.

Por Laura Sanchez

Investing.com – Os PMI´s da indústria na Europa foram mistos: melhor do que o esperado na , e , nas abaixo das expectativas na e na .

Segundo a Link Securities, “os estrangulamentos nas cadeias de abastecimento estão a provocar um abrandamento significativo do ritmo de crescimento”.

No entanto, à medida que os dados macroeconómicos (como o IPC de ontem na zona Euro) vão chegando, os rumores da discussão de um possível tapering na (BCE) a 9 de Setembro estão a tomar forma.

Por enquanto, vários membros do Conselho do BCE, tais como os banqueiros centrais dos Países Baixos e da Áustria, defenderam ontem que o BCE deveria começar a discutir o fim do programa de compra pandémica de emergência (PEPP).

“É muito provável que na reunião da próxima semana o BCE opte por reduzir o ritmo das compras de ativos nos mercados secundários”, concorda a Link Securities.

Até o vice-presidente do BCE, Luis de Guindos, indicou que a economia da zona euro está a crescer mais do que o esperado. “Teremos novas projeções nos próximos dias e tomaremos as nossas decisões em conformidade”, disse De Guindos.

“Haverá tapering na Europa?” pergunta Sergio Avila, analista de mercado da IG Markets.

Com estas declarações sobre a mesa, os investidores aguardam as intervenções de , presidente do Bundesbank, e , membro do banco central alemão, esta quarta-feira às 13:00, hora portuguesa.

Weidmann declarou anteriormente que é a favor de terminar o PEPP “uma vez terminada a emergência”, algo que, numa entrevista com o Handelsblatt em Junho passado, ele considerou viável para 2022.

“Acreditamos que a expansão da variante Delta e a perceção do BCE de que a subida da inflação é cíclica ainda dá margem de manobra ao BCE antes de fazer um anúncio a esse respeito”, nota a Renta 4.