UE prevê gastar primeiros fundos de recuperação “vitamina” antes do fim do Verão


© Reuters.

BRUXELAS, 12 Fev (Reuters) – A União Europeia espera começar a dar dinheiro do seu fundo de recuperação económica do coronavírus de 750 mil milhões de euros antes do final do Verão, disseram os altos funcionários do bloco na sexta-feira ao finalizar a aprovação do estímulo histórico.

A Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, o chefe do Parlamento Europeu, David Sassoli e o Primeiro-ministro de Portugal, António Costa, apelaram aos 27 Estados-Membros do bloco para que avancem rapidamente e aprovem agora uma decisão ligada que permita ao executivo da UE com sede em Bruxelas pedir emprestado os fundos no mercado.

“Assim que a decisão sobre os recursos próprios for ratificada, a Comissão irá ao mercado, angariar dinheiro e desembolsar”, disse von der Leyen numa conferência de imprensa. “Podemos desembolsar imediatamente 13% em adiantamentos… até meados do ano, devemos ser capazes de desembolsar os primeiros fundos”.

Costa disse que a UE estava a combater a pandemia com vacinas e que o estímulo económico em massa era outro instrumento chave na estratégia do bloco – uma “vitmaina” para superar a crise económica relacionada.

Texto integral em inglês: (Por Jan Strupczewski, Gabriela Baczynska; Traduzido para português por Patrícia Vicente Rua)