‘Yield’ Bund alemão sobe para novo máximo desde Março de 2020


© Reuters.

3 Mai (Reuters) – As ‘yields’ das obrigações alemãs subiram para o seu nível mais alto desde Março de 2020 e os rendimentos italianos para o seu nível mais alto desde Setembro, na segunda-feira, enquanto os analistas observavam se a venda de obrigações do governo da zona euro no mês passado tinha mais espaço de manobra.

As obrigações alemãs tiveram um desempenho inferior ao do Tesouro dos EUA e os rendimentos, que se movem ao contrário dos preços, subiram em Abril.

O ‘selloff’ intensificou-se na passada quinta-feira, quando a inflação alemã avançou acima do objectivo do Banco Central Europeu, e os dados dos EUA mostraram uma aceleração do crescimento económico no primeiro trimestre.

As expectativas de um crescimento mais elevado e de um reacendimento da inflação, primeiro desencadeadas por um vasto estímulo orçamental nos Estados Unidos, fizeram subir este ano os custos de financiamento do governo de ambos os lados do Atlântico.

Depois de acalmar na sexta-feira, quando as compras de final do mês suportaram os preços das obrigações, a ‘yield’ do Bund alemão a 10 anos, a referência para a região, subiu mais de 3 pontos base para um novo máximo desde Março de 2020 em -0,162% na segunda-feira.

A ‘yield’ a 10 anos de Itália escalou para novo máximo desde Setembro de 2020 em 0,903%.

Texto integral em inglês: Yoruk Bahceli; Traduzido para português por Patrícia Vicente Rua)