‘Yields’ Bund alemão atingem mínimo de duas semanas, PM italiano deverá demitir-se


© Reuters.

26 Jan (Reuters) – O rendimento das obrigações do Estado alemãs a 10 anos caiu para um mínimo de duas semanas no início da negociação na terça-feira, devido à turbulência política em Itália e à queda dos mercados accionistas asiáticos preocupados com o estímulo fiscal dos EUA.

O primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte entregará a sua demissão ao chefe de Estado na terça-feira, disse o gabinete de Conte, na esperança de que o presidente Sergio Mattarella lhe dê um mandato para formar um novo governo.

Embora a demissão possa permitir evitar uma eleição em Itália, a combinação de preocupações políticas e a turbulência do mercado bolsista sobre o estímulo fiscal dos EUA reforçou a procura de portos seguros, tais como os Bunds alemães.

As acções asiáticas caíram na terça-feira, recuando dos máximos históricos com preocupações persistentes sobre potenciais bloqueios ao estímulo de 1,9 milhões de milhões de dólares da administração Biden, que pesou sobre os sentimentos.

“Se Conte conseguir formar um novo governo dentro de uma semana com uma maioria estável, então o potencial de aperto da propagação é significativo; mas ainda é uma aposta política neste ponto”, disse o estratega de taxas ING Antoine Bouvet.

Texto integral em inglês: Abhinav Ramnarayan; Traduzido para português por Patrícia Vicente Rua)