‘Yields’ obrigações alemãs em baixa, mas falta direcção clara


© Reuters.

MILÃO, 19 Nov (Reuters) – As ‘yields’ das obrigações do governo alemão baixaram na quinta-feira, mas sem uma direcção clara, uma vez que os investidores foram apanhados entre notícias positivas de vacinas e restrições contra o coronavírus, o que iria amortecer a recuperação económica.

A atenção do mercado volta para as observações da presidente do BCE Christine Lagarde a uma comissão parlamentar europeia no final do dia, e para a cimeira do orçamento da UE, após uma discussão sobre o fundo de recuperação da UE.

Lagarde, no seu primeiro discurso na quinta-feira, apelou aos líderes da UE para porem fim a um impasse orçamental potencialmente prejudicial e repetiu uma promessa de manter a política monetária ultra flexível, mas sem desencadear muita acção de preços sobre títulos do governo.

A ‘yield’ das obrigações do governo alemão a 10 anos de referência baixou 1 ponto base em -0,566%, enquanto o BTP a 10 anos da Itália se manteve inalterado em 0,616%. Ambos não estão longe dos seus mínimos atingidos na segunda-feira da semana passada, quando a Pfizer (NYSE:) anunciou uma vacina eficaz.

Texto integral em inglês: Stefano Rebaudo; Traduzido para português por Patrícia Vicente Rua)