‘Yields’ obrigações zona euro caem com regresso cautela


© Reuters.

LONDRES, 15 Dez (Reuters) – Os rendimentos das obrigações da zona do euro baixaram na terça-feira devido à preocupação com o aumento dos casos de COVID-19 nas principais economias, compensando a promessa de um regresso à normalidade devido a uma vacina e a um optimismo cauteloso sobre as conversações comerciais Brexit.

Os rendimentos das obrigações subiram na segunda-feira após um prolongamento das conversações comerciais entre a Grã-Bretanha e a União Europeia, aliviando os receios de uma separação confusa de caminhos entre os dois.

Mas a venda nos mercados obrigacionistas foi modesta, com os rendimentos a descerem de novo cedo na terça-feira, pois as últimas notícias sobre o coronavírus injectaram uma nova dose de cautela nos mercados mundiais.

A ‘yield’ das obrigações alemãs de referência a 10 anos baixou para -0,627% , aproximando-se dos recentes mínimos de um mês de cerca de -0,64%.

Itália terá de impôr novas restrições durante as férias para controlar o contágio e evitar uma terceira e devastadora onda do coronavírus, disse o primeiro-ministro numa entrevista publicada na terça-feira.

Alemanha, a maior economia da Europa dificilmente levantará o seu confinamento no início do próximo ano, disse na segunda-feira um assessor de topo da Chanceler Angela Merkel. Londres, entretanto, avançará na quarta-feira para o nível de restrições mais duro de Inglaterra.

Texto integral em inglês: Dhara Ranasinghe; Traduzido para português por Patrícia Vicente Rua)